18-03: Eike foi a Esteves ou BTG veio às X?

As linhas:Nos últimos 12 meses as cinco companhias ‘X’ listadas na bolsa brasileira perderam R$ 54 bilhões em valor de mercado. Sob pressão, Eike firmou um acordo com o banco BTG Pactual de André Esteves, que há uma semana passou a prestar ‘consultoria’ para o grupo EBX – a holding de Eike. A entrada do banco teria acelerado a negociação com os alemães, que estava emperrada.” (Fonte: Estadão, comentando sobre a formação de joint venture da E.ON na empresa MPX)

As entrelinhas: Este movimento, mais um de impacto criado pelas empresas X, tem um significado novo na acelerada vida empresarial de Eike Batista. Pela primeira vez fica claro que – após tantas trocas de comando em suas empresas – Eike foi buscar auxílio naquele que é o grande intelecto do mundo de negócios de hoje, André Esteves. Fica a pergunta: arguto como é o dono do BTG Pactual, não terá sido êle quem procurou Eike e ofereceu toda a gama de produtos que pode agregar ao momento crucial que afeta as empresas X? Ambos são “aviões”, como se diz na gíria empresarial. A diferença é que Eike está absolutamente encurralado e Andrés cruzando céu de brigadeiro. Parceria a ser acompanhada…

Advertisements

2 thoughts on “18-03: Eike foi a Esteves ou BTG veio às X?

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s