24-06: Não deixem o encanto quebrar…

policiaAs linhas: Um grupo de manifestantes fechou a Via Dutra e a Rodovia Hélio Smidt durante protesto na noite desta sexta-feira (21), bloqueando o acesso ao Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo. A manifestação, que saiu da Via Dutra, na altura de Guarulhos, deixou o tráfego lento em direção à capital paulista. Criminosos aproveitaram os bloqueios e fizeram arrastões na rodovia. Na Via Dutra, um grupo atacou carros, um furgão dos correios e o caminhão de uma transportadora e roubou celulares, remédios, travesseiros e cobertores. (Fonte e foto: Portal G1)

As entrelinhas: Neste momento mais de 75% das pessoas entrevistadas por uma agência de pesquisas estão a favor dos movimentos pacíficos de rua. A grande maioria dos participantes são pessoas bem intencionadas, corajosas, que resolveram “virar a mesa”. Razões para isto ter acontecido neste momento são indecifráveis, mas o fato real é que a série de movimentos que se espalhou pelo Brasil tem tudo para mudar para melhor a história do país. Mas a linha que separa a simpatia pela aversão é muito tênue e a grande maioria que leva à frente estas manifestações tem que atentar para alguns aspectos. Vou citar três, a meu ver cruciais, para que a continuidade dos movimentos prospere com resultados (não vou fazer um decálogo pois não sou uma agencia reguladora e muito menos um “sabe tudo”): 1. fujam da violência e da depredação do patrimônio público e privado. O número de vândalos, bandidos, cresce dia-a-dia e deve ser segregado (a Polícia já está mais esperta). Eles são parte do Brasil de hoje e é inevitável que se aproveitem do momento; 2. não bloqueiem estradas – isto é cruel. Incontáveis pessoas estão se movimentando por questões de saúde, por necessidade de trabalho. Este é o caminho mais fácil para gerar antipatia naqueles que, silenciosamente, apoiam as manifestações; 3. tenham uma causa para cada encontro – foco no foco! Um dia o PEC 37, outra ocasião a importação de médicos, ainda outra o julgamento dos recursos do mensalão, a falta de transparência com os custos da Copa, e assim por diante. Mas o objetivo tem que ser claro, como foi o das tarifas no transporte, para que as respostas venham.

p.s. digo “não deixem” em minha posição de colunista. Deveria dizer “não deixemos”, pois simpatizo fortemente com as causas abordadas e dentro de minhas possibilidades estou junto com os que pretendem mudanças, já!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s